SEJA BEM-VINDO

Se você está acessando meu blog é porque quer informação, e principalmente sobre Bento Gonçalves. Então seja bem-vindo e desfrute das informações que você só encontrará aqui.







Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de junho de 2012

MAIS 150 DIAS?

Depois da inauguração da Via del Vino ter anunciada para maio, depois para junho e mais recentemente para entre julho e agosto, leio um aditivo contratual que, sinceramente, não dá para entender frente aquelas informações via imprensa. Ora, estou lendo aqui, agora, a publicação oficial de um aditivo contratual com uma das empresas que trabalham naquela obra, com a missão de "instalar redes suberrâneas, drenagem, recuperação asfáltica, retirada e colocação de passeios",  dizendo o seguinte: "as partes resolvem aditar a referida contratação para prorrogar sua vigência por 150 dias, a contar de 11/6/2012". Mas, sendo assim, a Prefeitura está permitindo que a empresa agora leve até 11/11/2012 para cumprir aquelas tarefas. Então, como andam dizendo que a previsão para inauguração é agora entre julho e agosto? Ah!, e tem um detalhe, como ninguém é de ferro e para não fugir a quase regra implantada na atual administração, junto com mais prazo se pagará mais um pouco. Ficou aditado também o valor, mesmo sem notícias de que as tarefas tenham aumentado, em R$ 95.872,72. Se bobear o comércio do centro terá mais um Natal para ser feliz com as obras iniciadas há mais de ano e ainda pela metade. Será que tem explicação para mais essa?

SUPERSALÁRIOS PÚBLICOS

Enquanto as queixas só aumentam em relação a demora e o mau atendimento no Pronto Atendimento 24hs do nosso querido município de Bento Gonçalves, outras coisas também aumentam, e de uma forma muito estranha. Estou com a lista dos gastos com salários que foram pagos via Fundação Araucária na área da saúde no primeiro trimestre deste ano de 2012. E podem crer, é possível afirmar que são, em sua grande maioria, supersalários. E aqui vou revelar apenas o que para mim é o mais estarrecedor pelo valor e pela função conjugada de quem figura nos pagamentos recebendo como "médico plantonista/coordenador", por cujo nome da função se pode deduzir ou que o coordenador é plantonista ou o plantonista é coordenador. Quem será o afortunado? Espero que a partir de janeiro do próximo ano do Senhor possamos saber. Afinal, não é qualquer um que no serviço público, principalmente municipal, poderia ter ganhado, como ganhou, em janeiro, por 180hs, R$ 31.585,49; em fevereiro, por 160hs, R$ 25.065,64; e, em março, por 160hs, 25.261,77. Isso é ou não é um supersalário? E nós mereceríamos ou não saber quem é o afortunado e, afinal, como ele coordena a ele mesmo como plantonista e em que horas faz plçantão. Agora estou entendendo por que haviam me dito que tinha gente se demitindo da função de CC para virar terceirizado. Mas calma, janeiro de 2013 está logo aí e isso, entre outras tantas coisas, será investigado, revelado e....

quinta-feira, 21 de junho de 2012

E A DENGUE?

Tem gente que reclama que não se dá sugestão. Então aqui vai uma, apesar de normalmente não adiantar muito: quem sabe a Prefeitura providencia o que deve ser feito nesta caixa d'água que está na Praça Centenário, deste jeito, em pleno centro da cidade, e que já foi alvo de pedido de providências por parte de diversos cidadãos. Ou será que criatório público do mosquito da dengue pode?




terça-feira, 19 de junho de 2012

PREFEITO LUNELLI BRIGA NA ALCÂNTARA

Era um dia de festa como em tantas outras na nossa comunidade da linha Alcântara, lugar de gente acolhedora e sempre pronta a receber seus convidados na festa da comunidade. Mas eis que o dia reservaria um momento lamentavelmente histórico para nossa cidade: uma briga corporal envolvendo o Prefeito Municipal e um munícipe em pleno salão. E não qualquer briga: uma briga a socos, empurrões, rasgação de roupa, onde o resultado é rosto roxo e mão inchada. Os motivos exatos de tal pancadaria são, como sempre, motivo de disque-disque. Quem provocou quem, quem chamou quem para a briga, quem deu o primeiro soco, quem revidou, etc, ficará encoberto pela nuvem que sempre rodeia a diferença entre o que aconteceu e o que é dito sobre o que aconteceu. E, por isso, se fica, para análise, sobre o que não paira dúvida: a briga a socos entre um Prefeito e um munícipe. Tal episódio, tirado o contexto eventualmente pessoal que envolveria a vida dos dois personagens da briga, nos remete a uma inevitável conclusão a que muitos já tinham chegado por outros motivos: quem não se dá o respeito não colhe respeito. Ora, a postura do Sr. Prefeito, ao longo de toda sua administração, tem sido a de vender à cidade uma imagem distorcida do que é feito administrativa e institucionalmente. O Prefeito Lunelli se comportou e se comporta não como um líder sereno, tranquilo, lúcido e, daí, capaz de levar à diante com coerência e competência uma administração pública do tamanho de Bento Gonçalves. Ao contrário, se comportou e se comporta como um agente perdido em seus devaneios na venda da imagem falsa e forçada de uma "cidade mais feliz", enquanto, sem eira e nem beira, sua administração caminhou par e passo, a cada dia, para o fundo do poço, como uma nau dos insensatos, em que perseguições, obras inacabadas, denúncias de favorecimentos pessoais e tudo o mais fizeram parte do dia a dia. E, convenhamos, um caminho trilhado desta maneira tem grandes chances de terminar em desprezo e repulsa à figura da autoridade, cujo sentimento, é claro, dependendo da hora, do local e das circunstâncias, infelizmente, poderia fazer do extravazamento de um sentimento uma ação completamente reprovável, como é o caso. A que ponto se chegou: o Prefeito brigando a socos em uma festa comunitária. Se isso não é o fundo do poço institucional, não sei o que seria.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

INVESTIGAÇÃO: SERÁ QUE CHEGA POR AQUI?

Quando há alguns meses a Prefeitura de Bento Gonçalves lançou e realizou concurso público para diversas áreas uma nuvem negra acabou pairando no ar, principalmente na medida em que certas coisas iam se revelando por parte de quem teria se inscrito ou não, sido aprovado ou não. Algumas pessoa, inclusive, se queixaram de provas iguais e da forma de condução no momento anterior, durante e depois das provas. Pois não é que, coincidentemente ou não, a mesma empresa que realizou o concurso por aqui em Bento Gonçalves foi alvo de denúncias por parte da RBS TV (sempre o giovani Grizotti na dianteira!) em relação a possíveis irregularidades na realização de concursos em diversas cidades? Pois é, aí está a notícia para quem não viu, junto a ZH do dia 6/6 agora passado. Leia, talvez possa ser interessante para você. No mais, aguardemos!

"O Ministério Público investiga suspeita de fraude em concursos públicos para prefeituras gaúchas. O esquema envolveria até a compra de vagas com desconto em folha. Depois de nomeado, o candidato autorizaria o repasse do valor para pagar a empresa, revelou reportagem de Giovani Grizotti divulgada pela RBS TV.

Uma operação de busca e apreensão, com apoio da Promotoria Criminal de Porto Alegre, foi realizada quarta-feira em nove endereços de dois municípios do norte do Estado. Os alvos principais foram as sedes das empresas Precisão, de Constantina, e Lógica, de Ronda Alta. Também houve buscas em uma gráfica e nas casas dos sócios. Foram apreendidos itens como provas, documentos, computadores e celulares.

— O material será analisado pelo Núcleo de Inteligência do Ministério Público. O Tribunal de Contas também foi informado — revela o promotor Marcos Eduardo Rauber, do Ministério Público de Palmeira das Missões.

As empresas que promovem concursos são suspeitas de possíveis fraudes na aprovação de candidatos. Na prefeitura de Novo Barreiro, por exemplo, o MP investiga a compra de vagas por até R$ 900 em pelo menos quatro concursos. O dinheiro teria sido descontado na folha de pagamento dos beneficiados, que já eram funcionários temporários. Os sócios das empresas não quiseram conceder entrevista à RBS TV.

Só a Precisão estaria organizando 23 concursos em prefeituras do norte gaúcho. As suspeitas, no entanto, se espalham por outras regiões. No centro do Estado, vereadores de duas cidades abriram CPIs para investigar uma possível troca de favores entre prefeituras.

A sobrinha do prefeito de Formigueiro foi aprovada no concurso de Nova Palma. Em troca, um filho do prefeito de Nova Palma teria sido aprovado irregularmente em Formigueiro, onde o concurso, feito pela mesma empresa, foi suspenso pela Justiça. Os prefeitos das cidades envolvidas não quiseram se manifestar à reportagem da RBS TV.

Outra denúncia é investigada pelo MP em Coronel Bicaco, no Noroeste. O prefeito é acusado de vender os gabaritos para duas candidatas, que acabaram reprovadas. A assessoria jurídica da prefeitura negou as denúncias. A investigação das supostas irregularidades iniciou em 2010, após denúncias feitas ao Ministério Público de Palmeira das Missões."

quinta-feira, 14 de junho de 2012

ATENÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

Situação gravíssima está acontecendo em relação aos trabalhadores que estão a serviço da obra da UPA municipal (o que o PT chama de hospital do trabalhador). Muitos, quase todos, estão trabalhando há meses sem a CTPS assinada. Parece que a empresa que ganhou a licitação subempreitou o serviço e, adivinha, ninguém está fiscalizando nada. E a Prefeitura, para quem pode sobrar, como contratante omisso, a responsabilidade financeira solidária por conta deste problemas (haverão outros de não cumprimento de direitos trabalhistas diversos?), nada fiscaliza. Como a administração pública está permitindo uma situação dessas que, logo ali na frente, pode causar outro prejuízo para os confres públicos? Tomem uma providência já. Pelo menos o Ministério Público do Trabalho!

terça-feira, 12 de junho de 2012

ADITAMENTO ESTRANHO

Bento Gonçalves tornou-se uma cidade surreal. Como pode uma praça ser inaugurada, entregue à comunidade como remodelada e, tempos depois, ser firmado um aditivo contratual de R$ 89.627,24 ?
É que dá conta o novo edital de aditamento daquele valor em relação à "readequação da Praça do Bairro Fátima" (antigo Santa Helena IV).  O que será que estão pagando agora com mais este valor, conforme publicação de aditivo que é publicado agora, em 3/6/12? Mistérios da meia noite! Mas se não for um mistério, é só explicar.

MERECEMOS SABER

Algumas pessoas estão se perguntando se a Prefeitura Municipal, com as obras da Via Del Vino, aproveitou para aprontar o recebimento-estrutura, junto à Corsan, dos equipamentos para a canalizãção das obras do saneamento básico. E a pergunta-curiosidade tem fundamento porque, como se sabe, logo aí na frente, caso não tivessem previsto e aprontado isso, novamente a Via Del Vino teria que ser esburacada para a canalização sanitária que deve ser colocada pela Corsan em troca da exploração da água. Alguns estão apostando que não aproveitaram para fazer isso. Será? Diante da importância do assunto e como não encontrei qualquer resposta lendo as notícias pretéritas sobre aquela obra no centro, coloco-me à disposição da administração municipal para dar a informação aos munícipes através deste blog. E não vai custar nada. É só me mandar a informação oficial, com os elementos probantes, que com prazer divulgarei aqui. Caso contrário, claro, diante da omissão da informação oficial, ficaremos com a impressão de que a imprevidência se fez presente também neste sentido e, portanto, logo-logo vamos ter que ver este filme de novo.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

NOSTRADAMUS E A VIA DEL VINO II

Em fevereiro escrevi aqui uma postagem sob o título "Nostradamus e a Via Del Vino", comentando que a Prefeitura anunciava, naquele mês, que as obras estariam prontas entre "meados e fim de maio". Questionei lá naquele momento que não diziam em maio de que ano. E a retrospectiva das notícias, desde o seu início, nos dava conta sobre a realiadade da malfadada obra, suas peripécias e falta de previsão, tudo levado no "chutômetro" que, aliás, continua. Pois vejamos as previsões dos "profissionais e gurus do planejamento local", tiradas do próprio site da Prefeitura:
I) junho do ano passado: "Prefeitura iniciou revitalização da Via Del Vino, com previsão de conclusão em oito meses";
II) fevereiro deste ano: "A previsão é de que a obra poderá estar concluída entre meados e final de maio";
III) março deste ano: "Secretaria intensifica as obras da Via del Vino; o conograma estima a conclusão das obras até o final de maio".
Em que mês estamos? JUNHO, um ano depois do início das obras. Como se disse, esqueceram de avisar sobre maio de que ano eles estavam falando. Mas como todos munícipes que acompanham a obra em ritmo "intensificado" sabiam, com certeza não seria para maio deste ano. Se tivessem enterrado uma caixinha do tempo na Via Del Vino para servir de pedra fundamental, como fizeram lá na UPA e agora lá no Bairro Municipal de uma obra que também não vai sair da terraplanagem e da placa, já estaria quase na hora de abri-la, toda enferrujada, sem que a obra estivesse pronta. Mas calma, um dia acaba, mesmo que a atual administração acabe antes.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

GRATIFICAÇÃO: TRATAMENTO DESIGUAL

Em março de 2011 o Prefeito Lunelli resolveu conceder uma gratificação especial de 10% sobre a remuneração base de alguns profissionais lotados no Pronto Atendimento 24 hs, para o que mandou um projeto de lei à Câmara de Vereadores que, depois de aprovado, tornou-se a lei nº 5.211, de 9 de março de 2011. As duas justificativas centrais do projeto foi a de que "a gratificação é reivindicação do funcionalismo lotado no serviço de urgência do 24 horas", bem como pelo fato de que "profissionais de saúde que atuam em Pronto Socorro possuem alto risco de apresentar sintomas de transtorno de estresse pós-traumático", sendo que, acrescentou sua Excelência na justificativa,  "a prevalência deste transtorno entre esses profissionais é maior do que na população em geral e profissionais da saúde que atuam em Unidades Básicas de Saúde". Até aí tudo muito que bem. O problema começa quando alguns profissionais que estão mesma condição de trabalhar no Pronto Atendimento 24hs e, portanto, fazendo parte do mesmo grupo de "prevalência de transtorno de estresse", não foram contemplados com a mesma benesse. Os técnicos em radiologia, o farmacêutico, o bioquímico e o auxiliar de laboratório só ficaram sabendo que alguns colegas estavam recebendo uma tal de gratificação de 10%, mas não sabiam a razão. Pois agora sabem. É que, de acordo com o projeto, apenas alguns foram nominados para tal benefício, ficando outros fora. A pergunta que fica é: por que, afinal, se a gratificação foi criada em função da atividade no Pronto Atendimento 24hs e sob aquele argumento de maior estresse, alguns que também lá trabalham não foram e não estão sendo contemplados? Para o Prefeito Lunelli, infelizmente, embora o conceito de "estresse" atinja a todos, só os auxiliares de enfermagem, os auxiliares de serviços médicos, os enfermeiros, os higienizadores, os médicos e os técnicos de enfermagem sofrem de estresse por trabalharem lá no PA 24hs. Uma pena: como ensina a história, como dois pesos e duas medidas só se pode criar injustiça, apesar de que, em tal caso, o peso (estresse) é um só, a medida (escolhidos) é que fica dividida.

SUPERESTIMADO OU MEIA-SOLA?

Notícia do Jornal Serra Nossa desta última sexta-feira (1/6/12) informa que o restauro do Museu do Imigrante que tinha sido inicialmente orçado em R$ 1,1 milhão agora vai sair por R$ 350 mil. Segundo foi informado pelo Poder Público ao jornal, aquele valor inicialmente previsto seria captado pela Lei Rouanet (lei de incentivo à cultura), mas como não foi conseguido e então a obra não pôde ser realizada, "o orçamento foi refeito em duas ocasiões, a última delas no final de 2011", isso porque a "Prefeitura e a Secretaria da Cultura trabalharam por três meses para reduzir custos e adequar ao valor de mercado, resultando em R$ 350 mil". Mas como? Antes o orçamento não estava de acordo com o "valor de mercado"? Como agora, e só agora, depois de longos e longos meses fechado (isso ocorreu em dezembro/2009), se deram conta de que era possível fazer o restauro com menos de 1/3 do  valor inicialmente orçado? Afinal, antes o orçamento foi superestimado ou agora estão fazendo um meia-sola. Talvez seja por estas e outras que as coisas não estejam funcionando mesmo por aqui.

PARCEIRO PÚBLICO x COBRANÇA

Estou com um jornal local aqui na minha frente onde se lê que uma Associação Atlética, que mantém parceria com a Prefeitura, que recebe para isso e que, iclusive, ocupa o Ginásio Municipal para dar "aula de ginástica olímpica", oferece vagas mediante a cobrança de uma mensalidade de R$ 20,00. Mas como isso é possível? Uma associação ou "associação" ocupando um espaço público, mediante parceria em projeto "atlético-cultural", cobrando para receber alunos? E se não são os alunos do projeto, a que título explora outra atividade? Afinal, a atividade é em caráter público ou em caráter privado?Alguém poderia explicar isso para que os pais pudessem saber se devem ou não pagar a tal de "mensalidade"?

PEDINDO ESCLARECIMENTOS

Recebi a seguinte mensagem que fala por si. Se a Prefeitura tiver interesse em esclarecer é só me avisar que, então, esclareço ao leitor deste blog e usuário do sistema:
"Prezado Sr. Adroaldo, Gostaria que o Sr. procurasse saber o que está acontecendo no municipio de Bento Gonçalves em relaçao as agroindústrias!A prefeitura faz propaganda enganosa, criando por exemplo, o selo Sabor de Bento, quando na realidade nada funciona! Desde janeiro de 2012 nao são emitidos alvarás para as agroindustrias, os que já tem, nao conseguem renovar, porquê??? Ninguem sabe nada,ninguem assume nada... Eu cansei de ser jogada de um lado para outro...cansei dessa palhaçada!!! Quem sabe o Sr consiga algo...quem sabe."

CORTANDO CABEÇAS

Não demorou muito para a administração municipal começar a retaliar contra uma das que foi  cabeça do movimento dos servidores públicos em frente à Prefeitura, dias atrás, em função do papelão da falta de aumento digno e merecido aos servidores. Pelo menos é isso que dá de enteder a atidude tomada sexta-feira, dia 1/6, contra a Professora Simone Aver, uma da líderes do movimento e crítica qualificada de algumas posturas dos atuais administradores. Foi chamada para lhe ser comunicado que seu regime complementar de 20hs estava rescindido. A constatação dela é de que o único motivo é a retaliação. Afinal, já tinha sido transferida de escola no início deste ano.  "Coincidentemente", agora, reduz-se a carga horária e, consequentemente, seu ganho financeiro mensal. Vamos esperar que pelo menos os alunos não saiam prejudicados.