SEJA BEM-VINDO

Se você está acessando meu blog é porque quer informação, e principalmente sobre Bento Gonçalves. Então seja bem-vindo e desfrute das informações que você só encontrará aqui.







Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

48 HS

Faltam 48hs para que Bento Gonçalves eleja seus deputados federais e estaduais. Depois destas horas, somente daqui 4 anos. O que você vai fazer em relação a isso? Faça sua parte, eleja um candidato de Bento Gonçalves para o bem geral de nossa comunidade. Depois não vai adiantar chorar e se lamentar como acontece há 23 anos.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

PESQUISAS RECOLHIDAS

Ontem, 29/9, a Justiça Eleitoral determinou o recolhimento de todo o material que vinha sendo distribuído sobre a pesquisa eleitoral de um candidato local. Também proibiu a divulgação dela por qualquer meio por estar cheia de ilegalidades. Veio tarde, pois durante 5 ou 6 dias com tais pesquisas alguns deitaram e rolaram falação pela cidade. O que se espera, agora, é que os responsáveis sejam punidos e, especialmente, que dê tempo dos eleitores serem informados da realidade para que sua decisão não seja influenciada por um expediente que, se os responsáveis respeitassem a lei, as regras do jogo e principalmente o eleitor, sequer deveria ter sido utilizado. Que lamentável.

HIPOCRISIA DO SISTEMA

Ontem encontrei com um engraxate com quem volta e meia eu tinha contato no centro da cidade. Para incentivá-lo em seu pequeno e valoroso ofício, usava de seus serviços, às vezes dando uma gorjeta. Em nossas conversas sempre um registro: estude e veja a importância de todo e qualquer serviço, de valorizar aquilo que se ganha com o próprio esforço, etc. Era um pequeno menino, assim como continua sendo. Há alguns dias não o via mais, assim como outros tantos que circulavam pelo centro com o mesmo ofício. Ao vê-lo, acompanhado de um menino um pouco menor que ele, perguntei por onde ele andava nos últimos dias e aonde estava a "caixa". Então me respondeu que andava por aí, e sem caixa de engraxar, porque haviam proibido. Perguntei quem: o conselho tutelar. Muito bem, ele tem 12 anos, o trabalho é proibido por lei e por trás de tudo isso todo o blá-blá-blá deste país terceiro mundista que quer ter ações de primeiro mundo pela metade. Muito bem, ele tem 12 anos e deveria ao invés de trabalhar estar brincado ou estar em alguma outra atividade mais salutar, e blá-blá-blá. Sim, o Conselho está tão vigilante e cumprindo o que diz a lei, e blá-blá-blá. Mas agora o que eu quero saber é: no que tirar a caixa de engraxar ajudou esse menino e todos os demais na mesma condição que ele se agora, ao invés de trabalhar e ganhar seus troquinhos honestamente está pelas ruas, pedindo esmola????????
Quando vejo esse tipo de hipocrisia fico muito feliz em saber que quando eu tinha aquela idade e ajudava meu pai na sua pequena oficina mecânica e, nos finais de samana, vendia picolé e distribuia o jornal semanal para ganhar meus troquinhos,não tinha Conselho Tutelar ou órgão algum para me prejudicar. Sim, seria muito bom que esse menino, assim como eu no passado, como filhos de gente pobre e humilde, não precisasse de pequenas atividades remuneradas para ajudar na sobrevivência familiar e na sua formação. Seria muito bom que ele pudesse estar em escolas de tempo integral, estudando em um turno e fazendo atividades esportivas, culturais, etc, no outro período, como eu ou qualquer outro amigo também pobre gostaríamos de ter tido no passado. Mas isso não existia e não existe. Então, seria muito bom que, pelo menos, como no passado, a realidade vencesse a ficcção e, ao invés de impulsionar um menino como esse para a ociosidade e certamente para os braços de um aproveitador que vai seduzi-lo com a promessa fácil de uns trocados, se visse o quanto o sistema está fazendo de mal com tanta hipocrisia. Então, apenas rezemos para que mais esse menino, que até alguns dias tinha uma pequena atividade à tarde (pois pela manhã estuda), que se orgulhava dela e com isso tinha contato com gente que o incentivava a ser do bem, consiga ter a sorte de não encontrar, com tanto ócio pelas ruas, um traficante, um pederasta, um ladrãozinho a ensiar-lhe o caminho que sabemos aonde vai dar.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

ESTÓICOS x CÍNICOS

Tem muita gente fazendo força para que Bento Gonçalves, desta vez, eleja um deputado federal e um estadual entre os seus. Porém, existe ainda alguns que estão fazendo muita força para que isso não aconteça. Faltam 7 dias para sabermos quem vai vencer essa batalha. Como acredito que ela será vencida pelos conscientes e de espírito verdadeiramente altruísta, que estão do lado da nossa cidade e que sabem da importância desta disputa, uma coisa posso afirmar a todos aqueles que formam este exército: vocês terão o prazer de saber, depois das eleições, quem foram alguns dos indivíduos-instituições que fizeram de tudo para sabotar os candidatos locais e, ainda, como fizeram, incluindo aí a revelação dos joguinhos de cena para a torcida ver.

ÊTA PREFEITO EMPOLGADO II

Leio no Jornal Semanário deste último sábado, 25/9, na página de opinião de Rogerio Costa Arante: "O Prefeito Lunelli afirmou que está encaminhando projeto para integrar a região com a grande Porto Alegre por trem, via Scharlau e Montenegro até Carlos Barbosa, se unindo aos ramais do trem regional que já estão em estudo. Lunelli avalia que o projeto é viável, mas estima que sua concretização deverá levar entre 5 e 15 anos." Segundo o jornal Lunelli teria ainda afirmado: "Vai levar um tempo, mas temos que colocar o primeiro dormente". O articulista do jornal, ao final de sua informação trazida pelo prefeito a ele, chama Lunelli de "otimista". Eu teria outro adjetivo à sua majestade, digo, sua excelência, mas o mesmo seria e é impublicável.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O BOBO, AS PESQUISAS E SANTINHOS

O Bobo está andando pela cidade esta semana. Desta vez me telefonou ao invés de escrever. Foram tantas as coisas que viu pela cidade em relação a pesquisa eleitoral, placas em espaços públicos e "santinhos", principalmente publicados em jornal, que desabafou por uma meia hora. Como foram tantas observações e lamúrias eu não ia me lembrar de tudo para poder compartilhar com os amigos e outros mais que acompanham este blog. Então ele prometeu colocar tudo no papel e me mandar. Prometeu que cumpre a promessa nos próximos dias. Vocês serão os primeiros a saber sobre a nova carta do Bobo.

PESQUISA ELEITORAL

Está na hora do Congresso Nacional de uma vez por todas mudar a legislação eleitoral para proibir as pesquisas de campanha. Está mais do que provado que elas servem apenas para induzir os eleitores, sejam elas manipuladas ou não, a seguir o pensamento daquele que consideram ser o pensamento da maioria das pessoas. Ocorre que, como se sabe, muitas delas já foram manipuladas para tal fim, pouco importanto, portanto, a verdade. E não adianta dizer que elas devem ser registradas nos Tribunais Eleitorais, já que isso não significa nada para fins de evitar manipulação. É que qualquer Tribunal Eleitoral apenas fiscaliza a questão formal, sem conferir dados de entrevistas e percentuais. Aliás, a esse respeito, tudo indica que bem próximo a nós, em dias não muito distantes, ficará revelada outra manipulação deste tipo. E quando tudo ficar revelado e o candidato for severamente punido, o que se espera, infelizmente, as eleições já terão terminado. E não é demais lembrar para esse tipo de candidato: segredo entre dois só fica guardado quando se mata um dentre eles, imagina quando muitos estão sabendo do "segredo".

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DESFILE FARROUPILHA

O desfile temático da semana Farroupilha, ocorrido hoje pela manhã na cidade, bem demonstra o quanto nossos CTGs locais estão organizados e preparados para valorizar a cultura gaúcha. Estão de parabéns todos aqueles que organizaram o evento e principalmente os que participaram dele.

20 DE SETEMBRO

"...mas não basta pra ser livre, ser forte, aguerrido e bravo, povo que não tem virtude, acaba por ser escravo."

domingo, 19 de setembro de 2010

AMEAÇA DE PROCESSO JUDICIAL

Fiquei sabendo que teve gente graúda da Administração Municipal indignada com a divulgação que fiz aqui na semana passada da lei local criada como verdadeiro presente de Natal ao apagar das luzes da outra administração para quem ingressaria na nova administração. Entre gritos e ameaças, estariam alguns, e talvez os principais interessados, alardeando em processar este munícipe que aqui escreve e que tem questionado não apenas aquela situação, mas tantas outras sem explicação até agora. Deveriam se concentrar em terminar com o privilégio ao invés de se preocuparem em tentar calar a única voz que chama atenção da cidade para as coisas que interessam à defesa do dinheiro público. Mas eles são assim: fora do poder, os reis da crítica, da greve, do apito, da voz da moral e da ética; e, quando dentro dele...bem, aí o que acontece todo mundo já sabe.

12 PÁGINAS

Circulou esta semana pela cidade mais uma edição do "Informativo da Prefeitura de Bento Gonçalves". São doze páginas que remetem a uma verdadeira jornada de ficção. Entre "notícias" repetidas, fantasiosas e que representam no máximo o máximo do mínimo, a administração municipal se deu o direito de colocar na peça publicitária, insinuando como sua conquista, até notícia sobre "duplicação da RSC 470 e a revitalização do trevo de CARLOS BARBOSA". E o nosso dinheiro é que paga uma coisa destas!

ELES SÃO ASSIM

Dois jornais locais deste fim de semana apresentam um "santinho" de um mesmo candidato à reeleição a deputado estadual pelo PT. Junto com a foto do candidato tem a do Sr. Prefeito Municipal de Bento e um Secretário Municipal, o de Esporte (este do PPS), demonstrando o apoio incondicional das duas autoridades ao mesmo. Concentro-me na atitude do Prefeito Lunelli: ele tem dois companheiros petistas locais como candidatos à Assembléia Legislativa; um deles foi o Presidente do PT local nas eleições municipais e estava no cargo de Secretário Municipal do Meio Ambiente, do qual se licenciou especialmente para a disputa eleitoral como candidato oficial do PT no município, como anunciado pelo partido na época que, inclusive, por este motivo, rejeitou de plano a idéia de candidatura única na cidade. É, eles são assim! Só fico imaginando o que estaria passando pela cabeça deste ex-presidente do PT local e ex-secretário e candidato oficial do PT na cidade para a vaga na Assembléia Legislativa depois de ver essa publicação. Inacreditável!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

AGRADECIMENTO

Faltando praticamente 15 dias para as eleições, quero agradecer aos amigos, conhecidos e tantos desconhecido que, revelando-se ou no anonimato, têm divulgado nossa candidatura com carinho e afinco. Agradeço também a todos que têm nos acolhido em seus lares, suas empresas, em seus negócios com palavras de insentivo e manifestação de apoio. Pelo que se ouve nas ruas parece que Bento Gonçalves acordou e se deu conta de como é importante eleger um representante que faça parte da comunidade, que conheça suas necessidades coletivos e, sobretudo, tenha compromisso verdadeiro com ela. E agradeço por ser considerado por muitos a pessoa-candidato que possa ser a voz de qualidade, destemor e competência para ser esse representante. Muito obrigado e que estejamos todos juntos comemorando a nossa vitória nas urnas, que será nada menos do que a vitória de nossa cidade depois de 23 anos sem representação parlamentar.

ISSO NÃO SE FAZ

Tem gente destruindo placas de candidatos concorrentes. Além disso ser crime eleitoral, é muito feio. Mas infelizmente tem gente assim, totalmente desqualificada. Talvez seja o temor, talvez seja apenas má educação. Enquanto isso tem candidato porcalhão que não respeita nada. Jogam suas placas nos passeios públicos, nas passagens de pedestres, etc. Seria bom alguns reverem seus comportamentos.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

SOLIDARIEDADE À IDÉIA

Anteontem, aqui, depois de revelar a lei municipal que criará futuros marajás com dinheiro público municipal, anunciei que se não revogarem a lei até o fim do ano estaremos movimentando a população para um projeto de lei de iniciativa popular para aquele fim. Pois já recebemos hoje as primeiras manifestações de indignação com a lei e solidariedade com a iniciativa, o que agradeço, já que demonstra o grau de cidadania elevada dos munícipes de nossa cidade. Estarei anotando todos os interessados para, no momento oportuno, fazer o contato para assinarem o abaixo assinado. Como disse, aguardarei até o fim deste ano para que o Sr. Prefeito encaminhe ele mesmo o projeto de revogação daquele benefício. Enquanto isso, manifestações podem ser enviadas para o e-mail dalmass@italnet.com.br.

domingo, 12 de setembro de 2010

CRIANDO MARAJÁS: A LEI

Com prometido, divulgamos aqui um comportamento que é desconhecido de quase todos desta cidade e cuja origem é de difícil compreensão mas de fácil suposição. Pois bem: no dia 27/11/2008, portanto, 55 dias após as eleições municipais, o então governo derrotado de Alcindo Gabrieli encaminhava à Câmara de Vereadores um Projeto de Lei Complementar, de nº 009, que passaria a criar um benefício-privilégio financeiro ao então prefeito eleito e alguns que seriam por ele nomeados ao cargo de Secretários Municipais. O texto, para aumentar a estranheza, foi urgentemente aprovado em votação única no dia 22/12/2008, ou seja, apenas 25 dias depois de apresentado na casa legislativa e na véspera de Natal, o que não deixa de ser sugestivo, já que o texto cria um verdadeiro privilégio salarial perpétuo a quem se destina e um ônus também perpétuo, é claro, este aos cofres públicos.
E a agora Lei, de apenas um artigo, diz: "Todo o servidor efetivo que ocupar um cargo de confiança, de forma consecutiva, terá direito a incorporar, anualmente, aos seus vencimentos, o percentual de 5% (cinco por cento) até o limite máximo de 100% (cem por cento) do valor do cargo de confiança e/ou subsídio."
Para quem não entendeu as consequências e seus destinatários, explica-se: Prefeitos e Secretários Municipais, tecnicamente, não recebem "salários", recebem "subsídios". Então, quando a lei fala em incorporar 5%, anualmente, "do valor do cargo de confiança e/ou subsídio", ao salário do "servidor efetivo", nada mais quer dizer do que o seguinte: que todo aquele funcionário que está na prefeitura por concurso público e que venha a preencher o cargo de Prefeito ou Secretário Municipal terá acrescido anualmente ao seu salário de funcionário os 5% sobre o "salário de confiança ou subsídio" ditos pela lei. No caso, o que se tinha quando do surgimento da lei era uma certeza e uma quase certeza, nesta ordem: que o senhor prefeito eleito era também um servidor concursado como professor e que um de seus Secretários Municipais seria a sua companheira partidária Eliana Passarin, também servidora concursada. Como o subsídio de Secretário Municipal está na ordem de R$ 8.000,00 e o de Prefeito na ordem de R$ 11.000,00, tem-se que o novo prefeito, Professor Lunelli, passaria a incorporar e está incorporando A CADA ANO em seu salário de professor, por ser Prefeito, a soma de aproximadamente R$ 550,00, enquanto que a Secretária Eliana R$ 400,00. Benefício que depois de incorporado será pago pelos cofres públicos pelo RESTO DA VIDA.

CRIANDO MARAJÁS: EFEITOS E QUESTIONAMENTOS

O BENEFÍCIO:
Pois aquele texto aprovado no toque de caixa e ao apagar das luzes de um fim de mandato dá ao atual Prefeito Lunelli e sua Secretária de Administração, Eliana Passarin, aquele direito, o que seria estendido a todo e qualquer servidor concursado que viesse a preencher cargo de Secretário. Mas por ora ao que se sabe são só os dois. Os outros só conheceremos com novas nomeações que se enquadrem ao novo texto de lei. Assim, então, no final dos primeiros quatro anos de governo eles dois terão acrescido entre R$ 1.600,00 a R$ 2.000,00 aos seus salários de professores pelo simples fato de terem sido, transitoriamente, Prefeito e Secretária, PELO RESTO DE SUAS VIDAS. Se fosse o Prefeito Lunelli reeleito e sua primeira secretária mantida no cargo, o valor dobraria ao final do segundo mandato. Mas isso a troco de quê? Por que Bento Gonçalves tem que pagar esse benefício para o todo e sempre pelo exercício de cargos que sabidamente são temporários? E em que o acréscimo desse valores se justifica no exercício das funções originárias de cada um deles, no caso, de professores?

O SILÊNCIO:
E, afinal, por que a cidade não ficou sabendo de tudo isso? Por que o atual Prefeito e sua Secretária Eliana, que detém a secretaria de Administração e Governo, estão silentes com tal situação? Por que são os beneficiários? Em outros tempos e se os beneficiários fossem outros, o que teriam feito? Movimentado o sindicato, feito panelaço? Criticado os criadores da lei e os legisladores que a aprovaram? Os que iriam se beneficiar?

O MOTIVO:
E por derradeiro, qual, afinal, foi a verdadeira motivação de tal texto construído depois de uma derrota estrondosa nas eleições? O que está por trás da criação de uma lei que viria sabidamente a beneficiar o novo mandatário do município e, no caso, a então já sabida futura secretária? Por que a urgência em aprovar uma lei criando despesa perpétua ao município no último mês de um governo derrotado nas urnas e que sequer beneficiaria seus integrantes, mas sim os futuros? Por que levar o projeto de lei no último mês do ano e último mês da gestão para ser aprovado na véspera do Natal?

SUGESTÃO DE DIGNIDADE:
Se a atual administração estava mesmo preocupada com a redução de gastos e com a dignidade no serviço público, o Sr. Prefeito que em discurso de campanha disse que reduziria despesas com folha de pagamento já deveria ter feito o óbvio: mandado um projeto de lei para a Câmara para revogar esta lei sem sentido, a não ser o de criar, como já cria e está em andamento, um privilério para um Prefeito e Secretários do quadro efetivo da rede municipal investidos em tais cargos. Pelo bem da dignidade do discurso e da prática ética-moral o Prefeito Lunelli deve, como já deveria ter feito, acabar com isso. E não se há de esquecer que o benefício do primeiro ano da lei já foi alcançado, sendo que qualquer revogação só terá efeito futuro. Ou seja, se a revogação ficar para o ano que vem, a incorporação relativa a essas dois anos da lei, ou seja, a 10% sobre os subsídios, já terá definitivamente sido incorporada em seus salários de professores.

SE NÃO FIZER:
Se o Prefeito Lunelli não fizer isso até o final deste ano de 2010, anuncio aqui que já temos um grupo que encabeçará um abaixo assinado para encaminhamento de um projeto de lei de iniciativa popular para regovação daquele benefício. Afinal, se quem promete não faz o que promete, está na hora da comunidade se unir e acabar com práticas que não servem em nada à população mas apenas a um punhado de gente, criando privilégio em detrimento dos interesses e cofres públicos.

ÊTA PREFEITO EMPOLGADO

O Prefeito Lunelli esteve na comemoração dos 30 anos da Escola Municipal Félix Faccenda no bairro Municipal há alguns dias. Lá, em frente aos professores, dezenas de pais e centenas de alunos, num pronunciamento oficial, fulminou: "eu vou dar a todos os alunos desta escola (são aproximadamente 300), a partir da semana que vem, o uniforme, o material escolar e um tênis. Façam a lista de seus filhos com a idade e o tamanho e entreguem à diretora". A comunidade escolar, acreditando, fez a lista. A Diretora, procurada pelos que seriam beneficiados, desesperada, sem poder atender o afirmado pelo Sr. Prefeito, mandou os pais procurarem a Secretaria. Lá receberam a informação: "o Prefeito estava empolgado quando disse aquilo, nós não temos como fazer isso!". Êta prefeito empolgado. Alguém tem que avisá-lo que antes de sair fazendo novas e milaborantes promessas sem suporte técnico-orçamentário em ato festivo deve cumprir no mínimo o que foi prometido na campanha. E deveriam avisar outra coisa: a campanha terminou há 1 ano e oito meses.

sábado, 11 de setembro de 2010

O PAÍS DAS LEIS ESTÚPIDAS

Há muito não se tem dúvidas de que o Brasil é o país das leis mal redigidas, sem objtividade, sem sentido e, o pior, que não servem para nada. Mais um exemplo disto é a que acaba de obrigar todos os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços do país a terem um exemplar do Código de Defesa do Consumidor em locais visíveis e de fácil acesso. É a Lei 12.291 de julho último. A multa pelo não cumprimento é de R$ 1.064.10. Simplesmente ridículo pelos simples motivos: quem é que entende o que está escrito no CDC? quem é que saberia, lendo-o, interpretá-lo no balcão de uma loja?; em que estar o exemplar ali muda o caráter do cliente e ao mesmo tempo o comerciante ou prestador de serviço quererem ter razão? Essa lei não é apenas inócua, ela é simplesmente absurda, como tantas e tantas que só servem para alguns legisladores colocarem em seus curriculos coisas que parecem impressionar, mas que, na realidade, para quem tem um mínimo de neurônios, denuncia a falta de seriedade com a manipulação coreográfica na criação de leis.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NADA COMO OUVIR A VOZ DA RUA

Esta caminhada eleitoral tem propiciado muitas alegrias, tristezas e informações. No futuro muitas destas coisas merecerão meus comentários aqui. Mas por agora revelo o que ouvi hoje de um entre tantos os desesperados com o serviço de atendimento à saúde no pronto atendimento municipal. Segundo uma usuária do sistema, entre eles aquele departamento municipal não está mais sendo chamado de "Pronto Atendimento 24hs", mas sim "Pronto Atendimento 28hs: 24hs aberto, 4hs na fila de espera". Ou seja, não adianta não querer criar um governo de fantasia nos panfletos oficiais porque o cidadão lá fora sabe muito bem o que está funcionando e o que não está, o que era bom e foi destruído, o que era para ter sido feito e não foi, etc. Como diz o ditado: Vox populi, vox dei.

DESCULPAS PELA AUSÊNCIA

Peço desculpas aos que têm acompanhado meu blog pela ausência de blogagem nos últimos dias. É que a campanha eleitoral tem exigido muito tempo e energia, com o que ou não tenho tido tempo ou tenho chegado tão cansado que não dá para parar na frente do computador para articular o pensamento. Mas continuem por aqui porque estou com muitas coisas e muitos documentos para questionar sobre algumas situações locais que merecerão muitas explicações, se é que elas existem ou serão dadas.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

DESAFIO AO ELEITOR: ACORDA!

Eleitor Bentogonçalvense: quero lhe lançar um desafio. Já há uma série de placas eleitorais espalhadas principalmente pelos canteiros públicos Bento Gonçalves. Muitas delas são de candidatos à reeleição. Como muitos destes candidatos então eleitos já fizeram um monte de votos cada um em nossa cidade (se você quiser saber quandos é só acessar a página do TRE), o desafio é o seguinte: você anota o nome do candidato e acessa pela página do google na internet as informações do mesmo. Já encontrei informações de muitos deles colocando dinheiro em hospitais das cidades do Vale do Caí e região calçadista, pedindo melhorias em estradas estaduais ou federais da região das hortências, ou seja, de um modo geral para suas regiões de origem. Ou seja, são ótimos deputados para suas cidades. Então, se você achar algum pedido de investimentos e melhorias para nossa cidade você me avisa que estou curioso. E talvez tais informações sirvam para outra coisa: você, seus familiares e amigos se darem conta das razões pelas quais está na hora de eleger alguém de Bento Gonçalves para Deputado Federal e Estadual.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

SER DAQUI

O editor de um jornal local escreveu na última sexta-feira a respeito das eleições sob o mesmo título que dou a este tópico aqui. Disse ele: "Agora tem outra coisa bem importante de frisar: houve uma grande proposta de eleger um deputado local e tem candidato apostando apenas neste preceito para se colocar à disposição do eleitor e se ofende que alguém defenda candidato de fora. Também não é assim. Melhor mudar a lei então. Afinal se o movimento por candidatura única foi por água abaixo, quem vai exigir agora que o eleitor se prenda aos cinco estaduais e dois federais por Bento?"

Os motivos que levam a tal tipo de comentário já é bem conhecido de muitos. Mas isso aqui não importa. O que importa é que tanto a parte informativa quanto o raciocínio está de todo no mínimo equivocado pelas simples razões a seguir, entre outras:

1)O editor não deve ter tido contato com os candidatos locais, ou, se teve, não entendeu as propostas, já que, tenho certeza que nisto posso falar por todos, nenhum está "apostando apenas" no preceito de ser de Bento. Cada um tem suas propostas, seu perfil intelectual e moral que estão sendo colocadas à público. Mas claro, vê e ouve quem quer; assim como omite ter visto ou ouvido também quem quer e pelos motivos que quer;

2) Não são os candidatos locais que se "ofende(m) que alguém defenda candidato de fora", mas sim a maioria dos eleitores desta cidade, conscientes do quanto a cidade perdeu por apostar "nos de fora" por 23 anos e por esta mesma quantidade de tempo ter ficado sem representantes seus. Todos minimamente inteligentes já perceberam o quanto de investimento se perdeu em Bento por conta disso. Aliás, são os eleitores locais que estão conscientes de que os candidatos "de fora" que estão aí, já eleitos tantas vezes, nada fizeram. Então, se os candidatos locais alertam e mostram a importância de eleger alguém daqui, apenas estão prestando um serviço à cidade, o que alguns que tem voz e vez em outros locais deveriam também fazer, se é que entendem de força política e gostam de nossa cidade.

3) O fato da candidatura única ter ido por "água abaixo" não significa que a possibilidade e, mais ainda, a necessidade de Bento eleger alguém entre os seus candidatos daqui tenha também que ir por "água abaixo". Apesar, é claro, de muitos estarem torcendo por isso, inclusive aqueles que com seus folhetins tem panfleteado fervorosamente para que isso aconteça.

De resto, há de se lamentar, mais uma vez, a postura de alguns. Na verdade estas eleições estão mostrando a verdadeira face de uns e outros. Mas não há de ser nada. Como já disse aqui e todo mundo sabe, o mundo está girando e, ao girar, oportuniza a inversão das posições, para o bem e para o mal.

CRIATÓRIO DE MARAJÁS

Prometi para meus leitores que ontem estaria postando aqui o relato de um fato que vai mostrar como se criam marajás no serviço público. Peço desculpas porque com a correria da campanha não tive tempo. E nem agora estou tendo, apesar de poder estar escrevendo este pedido de desculpas. Mas não se preocupem porque já estou com os documentos na mão. Então, durante esta semana mesmo vou tirar um tempo para demonstrar aqui o que está acontecendo, as possíveis razões que levaram à atitude e os efeitos financeiros para o município.